Posts Tagged ‘velódromo’

Ciclovia e Pista de Ciclismo

julho 12, 2010

Foi inaugurada as obras da duplicação da Beira Rio, ao que tudo indica vai sair os 6km de ciclovia da Orla. Nós da ACZS e FGC estamos preparando uma apresentação para o Prefeito Fortunati, onde colocaremos alguns pontos importantes junto com nossas reivindicações.  Cito as mais importantes, como campanha de trânsito para ciclistas e motoristas, mais rapidez na construção das ciclovias, um novo local  para a “Pista de Ciclismo” que vai ser desativada. Também apresentaremos nossa proposta de Velódromo e nosso projeto  para copa 2014.

Nestes 15 anos que a ACZS vem divulgando o ciclismo e a bicicleta como meio de transporte, já fizemos muitos ciclistas pedalarem em algum de nossos eventos, nosso cadastro hoje de ciclistas ativos  já ultrapassou  3.000 (três mil) . 

Estamos nos organizando para realizar a “Semana do Ciclísta ACZS”, e já estamos com um dia marcado  na Câmara de Vereadores, para uma reunião com os orgãos responsáveis pela mobilidade em nosso município, pois sem política não se faz nada, infelizmente.

 A ACZS não é composta por cicloativistas, e sim por amantes da bicicleta, que usam diariamente este meio de transporte, nossas ações são pensadas para alcançar a mídia e deixar a bike sempre em evidência, pois o que não aparece não é lembrado.  Segue abaixo reportagem de hoje do Correio do Povo.

   Mais 5,8 quilômetros para ciclistas

Nova pista exclusiva vem com a duplicação da avenida Beira-Rio, já iniciada. É adaptação para a Copa

  Já usada para o lazer, bicicleta ganha impulso da Smov como opção para trabalhadores<br /><b>Crédito: </b>  PEDRO REVILLION Já usada para o lazer, bicicleta ganha impulso da Smov
 

Os ciclistas de Porto Alegre contarão com mais 5,8 km de ciclovia na Capital, decorrentes da duplicação da avenida Beira-Rio, iniciada na quinta-feira, tendo em vista os projetos de adaptação da cidade para a realização da Copa do Mundo de 2014. O secretário da Smov, Cássio Trogildo, confirmou que a extensão do projeto será idêntica à da via que ligará a zona Sul ao Centro da Capital. “O local terá iluminação especial e poderá ser mais uma opção para os trabalhadores porto-alegrenses”, declarou.

A medida pode beneficiar cerca de 3 mil ciclistas que participam regularmente das atividades promovidas pela Associação de Ciclistas da Zona Sul (ACZS) de Porto Alegre. Esse é o caso do vendedor Eduardo Vieira, morador do bairro Ipanema. Diariamente, ele pedala 40 quilômetros para ir e voltar de seu emprego em uma loja localizada na avenida 24 de Outubro, no bairro Moinhos de Vento. Ele comemorou a criação de uma via urbana exclusiva para as bikes. “Assim como eu, existe muita gente humilde que usa as bicicletas para trabalhar.” Mas, segundo ele, precisa superar muitas dificuldades no trânsito, dominado por motoristas que nem sempre respeitam seu espaço. “Em Porto Alegre, as bicicletas são vistas como estorvo, quando, na verdade, são um meio de locomoção que não polui e ajuda a diminuir engarrafamentos.”

Vieira também ressaltou que o costume de pedalar tem se refletido em economia. “Eu teria de pagar quatro passagens de ônibus por dia. Trabalhando seis dias por semana, meu custo alcançaria cerca de R$ 140”, explicou. A empresa conta com duchas, onde o funcionário pode tomar banho antes de vestir o uniforme e começar a atender aos clientes. O presidente da ACZS, Paulo Alves, também demonstrou entusiasmo com o investimento. “A ciclovia é um grande avanço para a cidade, porque a área da orla do Guaíba é um dos locais preferidos por quem usa bicicleta”, relatou. Ele explicou que a chance de conexão com a avenida Diário de Notícias vai favorecer muitos trabalhadores da zona Sul. “A ciclovia localizada na Restinga, por exemplo, é muito usada por esse público”, relatou. Alves destacou que um dos objetivos da associação é a educação dos ciclistas em relação ao Código de Trânsito, que considera as bicicletas um veículo.

“Fizemos uma pesquisa em Porto Alegre e ela demonstrou que 95% das pessoas que têm carro também têm bicicletas, mas que não as utilizam por medo de acabar atropeladas”, disse. Atualmente, a instituição conta com 120 associados.

Em agosto, a associação terá uma reunião com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, na tentativa de receber apoio para a construção de um velódromo. “Também gostaríamos que o piso usado na avenida Diário de Notícias, de concreto, fosse trocado por asfalto”, declarou o presidente da associação.

Atualmente, Porto Alegre conta com 7,3 quilômetros de ciclovias, conforme informações da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Também estão previstos investimentos semelhantes para as avenidas Sertório e Ipiranga. As duas obras estão dependendo da formulação dos projetos técnicos e da captação de financiamento.

Anúncios

Velódromo de San Luis

janeiro 31, 2010

   Construido a 5 anos o velódromo de San Luis tem toda a infra-estrutura para receber competições de nível profissional. Fomos muito bem recebidos lá, pudemos visitar as dependencias do velódromo bem como tomar um banho e descansar à sombra das árvores ao redor da pista.

Plano Cicloviário / Caminho dos Parques

julho 15, 2009

cade_ciclovias[1]

Hoje com a presença do Prefeito de POA, será sancionada a Lei sobre ciclovias da cidade; sabemos que prometem muito, e fazer que é bom está difícil; eu mesmo vou cobrar do Prefeito Fogaça o cumprimento da Lei, que prevê até 2022, 130km de ciclovias, sendo 10km por ano. Também aproveitando vou colocar que os ciclistas de nossa cidade precisam de um “VELÓDROMO”, pois poderemos ter categorias de base, e mais um local para treinamento específico.
O Caminho dos Parques que não teve mais manutenção, está extinto somente para a EPTC, a Vasco é muito usada por ciclistas todos os dias, ela deveria ser considerada uma “CICLOROTA”, e também ter uma divulgação para os motoristas que o extinto Caminho dos Parques é uma rota de ciclistas. Dia 27 as 14:30hs no parcão, vai ter uma manifestação em Pról do extinto Caminho.

+ Velódromo

junho 26, 2009

Somente uma cultura que já está empreguinada nos próprios genes pode mudar nossa atual situação. Todos os amantes das bicicletas devem passar para seus filhos a importância do respeito mútuo e da obrigação de cada um.Ter um local apropriado para incentivar o esporte seria de grande importância para nossa cidade.trakattack-798-75